fbpx

      Conhecida também como massagem turbinada, a técnica usa princípios da terapia chinesa para exterminar alguns dos problemas que mais atingem as mulheres. A gordura localizada é um problema. As pessoas podem malhar, fazer dieta, emagrecer, mas quando olham bem, ela continua lá, impedindo que as roupas tenham um bom caimento, não valorizando as formas.
      Para ajudar a eliminar esse mal pode ser realizada a lipoescultura manual; sem a necessidade de realizar um ato cirúrgico. Baseada em princípios da terapia chinesa, a técnica age diretamente em pontos que auxiliam a modelagem corporal, ativando a circulação e eliminando as toxinas. “É feita aplicando-se manobras manuais vigorosas, uma espécie de ‘amassamento’, que tem como objetivo esvaziar as células adiposas, eliminando-as pela corrente sanguínea, pela urina e pelas fezes”.crioterapia2
      A chamada lipoescultura manual consiste em várias etapas como: gomagem, termoativação, massagem redutora e finalização com atadura gessada, o método tem como finalidade esvaziar a célula adiposa (produtora de gordura) por meio das manobras manuais. Durante a massagem, são usados cremes liporredutores, que facilitam os movimentos e têm princípios ativos como centelha asiática, cáscara sagrada e cafeína. Eles são capazes de provocar calor na região (os chamados hiperêmicos) e amolecem a gordura e provocam seu escoamento. “Já os que resfriam o local (os crioterápicos) fazem com que as células adiposas se agitem justamente para tentar esquentar a área resfriada, ajudando assim a dissolver os lipídios”, comenta o especialista, que ainda acrescenta que a indicação de cada um desses cremes vai depender de uma avaliação profissional de cada paciente e podem até ser combinadas numa mesma sessão.
Aliada a uma alimentação balanceada e hipocalórica, e a prática regular de atividade física aeróbica (de longa duração), a lipoescultura manual pode proporcionar a redução de 4 a 6 centímetros por sessão. Os efeitos são visíveis e duradouros.